Programinha pro feriado: Perau de Janeiro

Hey Outsiders!
Já sabem o que fazer no feriado de Páscoa? Eu tenho uma dica refrescante.
Um banho delícia de cachoeira num lugar super vibe.
Já ouviu falar no Perau de Janeiro?

Perau de Janeiro

É um presente da natureza, escondido no interior de Arvorezinha, no Vale do Taquari. O paredão esculpido há milhares de anos, tem 200 metros de altura. A estrada até lá não é asfaltada, mas está em boas condições, então dá pra ir de boas. 
Logo na chegada você vai ser recebido por muitos cães que vivem nas redondezas, eles são dóceis, não se assuste, e ficarão muito felizes se você trouxer junto na sua mochila, alguns quilos de ração.
Quem cuida do lugar é a Dona Neusa e o marido, é ela quem vai te acompanhar na trilha de cerca de 2km em meio a mata, que leva até o Perau. Durante o trajeto, ela conta as histórias que rondam o lugar. Dizem que o Perau é repleto de lendas, uma delas é sobre o Poço das Correntes, que é uma das paradas da trilha, um dos lugares mais profundo do Rio Forqueta. Os mais antigos contam, que o poço é assombrado por espíritos de índios que teriam sido torturados e mortos no local, e durante a madrugada, vagam pela mata arrastando as correntes. 
Outra história é sobre o nome do lugar, dizem que o sol só bate do paredão durante o mês de janeiro, por isso o chamam de Perau de Janeiro. Se é verdade ou não, só indo até para conferir. 
Na metade do caminho, a trilha vai ficando mais estreita até que surgem as águas transparentes do Rio. Aí um detalhe, para chegar até a cachoeira do Perau, é preciso atravessar o rio segurando uma espia de aço. Se tiver chovido no dia anterior, cuidado, a correnteza pode estar forte.
Chegando do outro lado, a trilha continua. Depois de cerca de duas horas de caminhada, as cachoeiras do Perau aparecem. Aí é só aproveitar o que a natureza oferece. Tomar um banho nas dezenas de quedas d’agua, relaxar e renovar a alma, afinal, depois de tudo isso, tem todo o caminho de volta.
 E para quem não quiser encarar a estrada, pode ficar pelo parque mesmo. O lugar tem uma grande área verde para acampar ou então cabanas equipadas. O valor da diária para quem vai fazer o estilo aventureiro e ficar na barraca, é de 10,00 reais. Já as cabanas variam de 110,00 a 120,00 reais por dia.
Ah, e se não der para ir no verão, não te problema, o Perau fica aberto o ano todo. E a Dona Neusa cobra só dois reais para ajudar a manter o Parque sempre bonito.  
Relaxar, curtir a natureza, se aventurar nas águas do Rio Forqueta ou apenas ouvir as histórias da Dona Neusa, seja o que for, para todos os lados, a vista é de tirar o fôlego.

 

Perau De Janeiro 2

 
____________________________________________________________________________________________
DANI
Autora: Daniela Mallmann
Daniela Mallmann, 27 anos. Jornalista, gaúcha. Repórter, produtora, editora.

1 comentário

  • Maneiro!

    Tais

Deixe um comentário